“Amigues’, se alguém me mostrar onde está isso na gramática, eu me rendo” dispara vereador sobre linguagem neutra

Na sessão ordinária desta terça-feira (5), o vereador Carlão Pelo Bem (Patriota) fez uso da tribuna para expressar seu posicionamento sobre temas nacionalmente discutidos, como a linguagem neutra e os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia. “’Amigues’, se alguém me mostrar onde está isso na gramática, eu me rendo”, afirmou. Para ele, as ideologias querem mudar a língua portuguesa: “Querem destruir a cultura de um povo”.

Sobre a CPI da Covid-19, que investiga se houve irregularidades nas ações do presidente Jair Bolsonaro no enfrentamento da pandemia, o parlamentar acredita que se trata de um “circo armado”. Ele acrescentou que, as queixas em relação ao aumento do preço dos combustíveis acontecem agora, mas a população deveria ter considerado essa possibilidade quando os governos estaduais insistiam que os trabalhadores ficassem em casa.

O vereador também comentou sobre as manifestações dos dias 7 de setembro (a favor de Jair Bolsonaro) e 2 de outubro (contra o atual presidente do país): “Estamos num novo tempo, sim. A bandeira do Brasil não é vermelha. É verde, azul e amarela”. De acordo com Carlão, os protestos do último dia 2, não contaram com metade das pessoas que saíram às ruas no 7 de setembro, quando os atos foram de apoio a bandeiras defendidas pelo presidente Bolsonaro.

Ainda, Carlão comentou sobre a exigência do passaporte sanitário, para permitir entrada em ambientes públicos apenas das pessoas que tomaram a vacina contra a Covid-19. “Escutei aqui alguém defendendo a vida com passaporte sanitário. Que vida é essa em que não se tem liberdade?”, questionou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *