Anísio Maia debate com Fernando Haddad sobre políticas públicas nesta terça

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa e deputado estadual Anísio Maia (PT) fará uma live, nesta terça-feira (25), às 18h, pela plataforma Instagram (@anisiomaiapt), com Fernando Haddad. Além de seu trabalho como docente de Ciência Política, Haddad acumula experiências como ministro da Educação e prefeito da maior cidade da América Latina, São Paulo.  A live será uma oportunidade dois petistas dialogarem sobre políticas públicas, o jeito do PT governar, democracia e participação popular.

Anísio Maia afirmou que a live será mais uma oportunidade de debater as experiências que Haddad obteve com a implementação de políticas públicas diante das complexidades dos desafios enfrentados pelas cidades.  “A live será um diálogo com Haddad sobre políticas públicas e o legado petista que se consolidou para a maior cidade do país. Vamos dialogar sobre os desafios de construir alternativas para uma cidade democrática, inteligente e sustentável, atenta às demandas de toda a sociedade, priorizando os trabalhadores e trabalhadoras e a população em situação de vulnerabilidade social”, frisou.

Natural de São Paulo, Fernando Haddad é graduado em Direito, mestre em Economia e doutor em Filosofia pela USP. Haddad acumula passagem pela gestão de Marta Suplicy à frente da Prefeitura de São Paulo.  No governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva, em 2003, Haddad foi assessor do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e um dos responsáveis pelo projeto de Parcerias Público-Privada (PPP’s). Depois, foi secretário executivo do Ministério da Educação e participou da formatação do Programa Universidade Para Todos (ProUni), que democratizou o acesso ao ensino superior com abertura de vagas em instituições privadas.

Em seguida, Lula nomeou Haddad como ministro da Educação. No cargo de ministro ele implantou diversas medidas: criação e implantação de novas universidades e campi, de graduação e pós-graduação, criação do Fundo de Financiamento do Ensino Superior (Fies), implantação do piso nacional para os professores, criação do Enem, do Ideb, Enade. Deixou o ministério da educação em 2011, já durante o governo Dilma, para concorrer a prefeita de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *