Através de live, Bolsonaro participa do 1º Encontro Paraibano de Apoiadores do seu novo partido

No último sábado (18), aconteceu em João Pessoa, o 1º Encontro Paraibano dos Apoiadores do Aliança Pelo Brasil.

Durante o evento que reuniu apoiadores das ideologias de Bolsonaro, o presidente participou através de víedo chamada e falou sobre as estrategias para as eleições deste ano.

Na live, Bolsonaro falou sobre seu receio de lançar candidaturas nos municípios, a estratégia é evitar que pessoas não compromissadas com a legenda acabem “queimando” o nome do presidente até a disputa eleitoral de 2022.

“A ideia minha é não lançar candidatos nos municípios porque muita gente pode entrar no partido sem critério nenhuma e a gente pode perder em 2022. Se não fizermos as coisas bem feitas nos municípios, a bomba vai cair no meu colo e respingar em 2022.

Crise no PSL

E 2018 o Partido Social Liberal (PSL) conseguiu eleger como maio autoridade do país Jair Bolsonaro, que em pouco menos de um ano de mandato,  uma crise opõe o candidato eleito de seu até então partido, PSL.

Em outubro de 2018, uma guerra de declarações e divulgações de aúdios e ameaças, afetou a gestão do presidente Jair Bolsonaro. A bancada do PSL na Câmara teve probllemas de coesão, e perdeu o controle sobre a pauta da Câmara Federal, sendo assim, maioria do PSL contrariava o governo nas votações e contribuia com a derrota do governo em algumas votações.

Bolsonaro ainda tentou colocar o comando do PSL nas mãos do filho Eduardo Bolsonaro, mas sem apoio, mais uma vez foi derrotado. Em novembro de 2019 Bolsonaro anunciou sua saída do PSL e criação de um novo partido.

Aliança Pelo Brasil

No dia 12 de novembro de 2019, em uma reunião com congressistas do PSL no Palácio do Planalto, Bolsonaro anuncia a criação de um novo partido.

O partido ainda não saiu do papel, mas a expectativa é que a nova sigla deve ser finalizada em março, quando políticos aproveitm a brecha da janela de mudança partidária.

Até lá, uma campanha de arrecardação de assinaturas circula pelo Brasil com apoiadores de Bolsonaro, para conseguir 492 mil assinaturas até o dia 4 de abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *