Bayeux completa um ano de vacinação contra a covid-19 e câmara relembra reforços para imunizar população

O município de Bayeux completa nesta quarta-feira (19) 1 ano de vacinação contra a Covid-19. São 365 dias do início do plano de imunização que começou com trabalhadores da Saúde e idosos acima de 75 anos ou que estavam em instituições de longa permanência. Desde então, a Câmara Municipal, através de seus representantes, lutou, junto ao Poder Executivo, para que nenhum grupo prioritário deixasse de ser incluído e para que os bayeuxenses fossem imunizados o mais rápido possível, auxiliando na diminuição de casos e também no número de óbitos pela doença.

Na tribuna da Casa Severaque Dionísio os vereadores solicitaram, seja através de projetos de Lei, requerimentos ou requerimentos verbais, maior divulgação dos locais de vacinação, abertura de mais postos de imunização, vacinação prioritária de categorias que ficam expostas durante o exercício da profissão, postos de vacinação que funcionassem à noite para atender os trabalhadores e vacinação domiciliar para os acamados, atenção para a segunda e terceira dose, exigência do passaporte de vacinação para o trânsito em estabelecimentos e outros locais públicos, entre outros pedidos.

Os parlamentares também fizeram uma homenagem aos profissionais concedendo um Voto de Aplausos a toda equipe de vacinação contra a Covid-19, sendo representada pela diretora de imunização, Milena Silva, pelos relevantes serviços prestados no tocante à dedicação com a população. “Estamos tendo o trabalho de toda a equipe reconhecido e isso é bastante satisfatório”, disse Milena ao receber a homenagem da Casa. Em dezembro, a vereadora Rosiene Sarinho (PP) foi convocada para assumir a Secretaria de Saúde do município e prometeu ainda mais cuidado com a população.

Atualmente, o município de Bayeux já iniciou, nessa terça-feira (18), o processo de vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou algum tipo de deficiência permanente, e a prefeitura informou que seguirá a recomendação do Ministério da Saúde para que a vacinação das crianças seja realizada por faixa etária decrescente, com prioridade para crianças com comorbidades ou deficiências permanentes. Mesmo de recesso parlamentar, os vereadores seguem atentos para auxiliar nessa imunização.

Maryjane Costa

ASCOM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.