Bolsonaro será denunciado à Organização Mundial de Saúde por exposição de brasileiros ao Covid-19 durante protestos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, será denunciado à Organização Mundial de Saúde (OMS) por incentivo a população brasileira ao risco de contaminação pelo Covid-19, vírus que provoca preocupações em todo o mundo, durante a convocação de protestos contra o Congresso Nacional e Supremo Tribunal Federal (STF) neste domingo (15).

Sobre a comitiva de Bolsonaro

Segundo o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), toda essa equipe – seguranças, assessores de comunicação e de cerimonial, por exemplo – já tinha “optado por um regime de auto-isolamento” desde a chegada ao Brasil, diminuindo o risco de exposição ao Covid-19.

“Dentro desse grupo, quatro indivíduos apresentaram resultado positivo, porém todos eles estão com um quadro de saúde ainda assintomático. Dessa forma, cumprirão em suas residências o isolamento recomendado de 14 dias”, informou o GSI em nota.

O gabinete aguarda a contraprova de um quinto membro da equipe, que recebeu “resultado inconclusivo” do primeiro teste. Todos os funcionários que prestaram apoio à viagem seguem em autoisolamento – o prazo para a liberação não foi informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *