ELEIÇÕES 2020: Pré-candidato diz que João Pessoa precisa de ‘visão empreendedora’

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, o deputado estadual Eduardo Carneiro, defendeu que o próximo gestor municipal precisa ter visão empreendedora para ajudar a população a superar a crise causada pela pandemia do novo coronavírus e afirmou que reúne essas características, aliadas ao fato de conhecer os problemas da cidade. “Perdemos muitos postos de trabalho e precisamos de uma visão diferente para recuperar economicamente a nossa Capital. As cidades que mais se desenvolvem são as que têm características empreendedoras”, disse durante entrevista para uma TV web.

Segundo Eduardo, é preciso socorrer os empresários, oferecendo crédito, desburocratização, redução de impostos e enxugamento da máquina pública. “Sem descuidar de áreas prioritárias como saúde e educação, precisamos salvar os empreendimentos da falência, pois geram emprego, renda e receita para a cidade”, destacou, acrescentando que é preciso atrair indústria e grandes empresas, pois João Pessoa tem uma localização geográfica privilegiada, entre Natal e Recife.

Eduardo falou sobre porque decidiu ser candidato e destacou que sempre disputou eleições no campo das boas ideias e travando bons debates. “Conheço João Pessoa como poucos, pois fui vereador por dois mandatos e a Câmara é uma caixa de ressonância de todos os problemas dessa cidade. Através da Ouvidoria Popular, visitei os 64 bairros dessa cidade e as mais de 100 comunidades, ouvindo as suas reivindicações e transformando em reivindicação ao poder público”, disse, afirmando que chegou o momento de dar uma guinada e assumir novos desafios.

Virando a página – Outro ponto abordado foi em relação a necessidade da cidade apostar em gestores com um perfil mais arrojados, que promova mudanças necessárias. Falou de prefeitos como Ricardo Coutinho, Cícero Lucena e agora Luciano Cartaxo que ficam por oito anos à frente do comando da cidade. Defendeu uma virada de página e afirmou que tem visão moderna e diferenciada, além de boas propostas para mudar a realidade da cidade. “Hoje eu me sinto preparado, conhecedor dos problemas de João Pessoa, diante dessa radiografia que nós temos e acho importante essa virada de página”, ressaltou. Para Eduardo, a visão nova para João Pessoa é moderna, com foco tecnológico para gerir todas as áreas. Investir cada vez mais no empreendedorismo e desenvolvimento econômico.

Rompimento – Eduardo também falou sobre o rompimento com o prefeito Luciano Cartaxo e afirmou que não estava sendo ouvido e que, além disso, o atual gestor teve uma condução desastrosa da crise. “As medidas adotadas foram tardias, pautadas pela falta de planejamento. Quando todas as cidades estavam retomando a economia, João Pessoa decretava o Lockdown”, falou.

A gestão Luciano Cartaxo, segundo Eduardo, sempre teve como marca o diálogo, mas isso deixou de acontecer, pois as suas demandas não eram respondidas e chegou a ser tratado com chacota quando encaminhou requerimento pedindo para que fosse formado um comitê para tratar a retomada econômica. Além disso, disse que a gestão aproveitou a pandemia para tratar população com truculência nas barreiras sanitárias e praticou sobrepreço na compra de equipamentos.

“As divergências eram maiores que as convergências e não fazia sentido ocupar cargos e ser aliado de uma gestão sem ser ouvido. Procuro que nossas idéias sejam bem recebidas e acatadas quando possível. Sempre tive posição forte e quando não me sinto confortável, não vou procurar saber se aquele grupo vai ganhar ou não, simplesmente sigo o caminho que acredito”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *