Luciano Cartaxo lança programa “Uma a Mais” e assegura produção de 540 mil máscaras com rede de profissionais de costura de João Pessoa

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, lançou, nesta quarta-feira (15), o programa “Uma a Mais”, destinado à produção de 540 mil máscaras, fomentando a cadeia econômica de profissionais de costura da capital paraibana. Os equipamentos de proteção serão entregues à população em situação de vulnerabilidade social, além dos profissionais que atuam no Sistema Único da Assistência Social no município. O investimento é de R$ 340 mil.

O programa irá beneficiar 300 profissionais de costura, sendo 200 autônomos e outros 100 inscritos como Microempreendedores Individuais (MEI). O número pode aumentar a partir da demanda de produção. A medida é válida para costureiros(as) que residam na capital paraibana. “No combate ao novo coronavírus, toda ação preventiva importa. Uma máscara a mais, uma costureira que aumenta a renda em casa, uma nova pessoa que passa a cumprir o distanciamento social. Tudo é importante para os resultados que precisamos seguir alcançando nos próximos dias”, disse o prefeito Luciano Cartaxo.

A medida acompanha a recomendação do Ministério da Saúde, que reforçou a importância das máscaras como ação preventiva ao novo coronavírus. O uso do equipamento não elimina a necessidade do isolamento social nem a higiene das mãos. “Se aumentamos o número de pessoas com acesso às mascaras, maior será a possibilidade de redução da disseminação do vírus. É uma medida de saúde pública com impacto direto na economia, criando uma rede solidária de combate à epidemia em João Pessoa”, apontou o gestor.

Os interessados em participar do programa irão receber TNT (tecido não tecido) e elástico, além de recomendações de higiene e de proteção individual para fabricação. Cada profissional ficará responsável pela entrega de lotes do produto em um intervalo de 10 dias. Podem se inscrever profissionais autônomos de costura acima de 18 anos que tenham à disposição os equipamentos necessários para fabricar as máscaras.

As medidas foram definidas em edital. As inscrições começam a partir do meio-dia desta quarta-feira (15) e seguem até às 12h do sábado (18). O resultado final, com os profissionais aprovados, será divulgado na quarta-feira (22). A adesão ao programa é feita exclusivamente por meio digital no site (http://www.joaopessoa.pb.gov.br/umaamais/). Outras informações no telefone (83) 3218.9245.

Aporte financeiro

Além de receber o material para a produção do equipamento, os participantes têm direito a um incentivo pela produção. Os profissionais de costura, autônomos ou cadastrados como microempreendedores individuais, podem receber até R$ 400,00. “Pedimos aos artesãos e aos costureiros dos mais diversos setores que sejam parte desta grande missão para salvar vidas”, explicou o secretário de Desenvolvimento Social, Diego Tavares.

Polos

A produção de máscaras foi iniciada a partir do Polo de Costura do programa Escola Social, que chegou a confeccionar mil unidades do equipamento de proteção. Centrais de costura também funcionam na rede hospitalar de João Pessoa, assegurando a produção do vestuário ofertado aos profissionais de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *