MDB negocia filiação de Veneziano Vital do Rego

O MDB negocia a entrada de 2 novos senadores para sua bancada: Rose de Freitas, ex-Podemos, e Veneziano Vital do Rêgo, ex-PSB. As filiações ainda não foram concretizadas e os congressistas também receberam propostas de outros partidos. Caso o embarque no MDB seja concretizado, a sigla abriria vantagem como a maior bancada do Senado, com 15 membros.

O panorama influencia diretamente na corrida eleitoral para a presidência da Casa, na qual o MDB já anunciou que terá candidato único. Disputará contra Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apadrinhado do atual presidente, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Para vencer o pleito, marcado para fevereiro de 2021, são necessários 41 votos. Tradicionalmente, o presidente do Senado é da maior bancada.

Para que isso não ocorra, são necessárias condições muito específicas, como as vistas na eleição próprio Alcolumbre, em 2019. O MDB rachou em torno de Renan Calheiros (MDB-AL) e Simone Tebet (MDB-MS) e acabou optando pelo senador alagoano.

Renan representava, na visão de muitos, a chamada “velha política”, derrotada por Bolsonaro nas urnas no ano anterior. Nesse cenário surgiu Alcolumbre, que angariou 42 votos para se eleger presidente da Casa.

A votação ainda precisou ser realizada duas vezes. Na 1ª, foram identificados 82 votos (sendo que só há 81 senadores). Assim, a eleição foi anulada e refeita.

Tebet terá semana de reuniões com bancadas e congressistas, mas disse que a corrida por apoios e votos ainda deve esquentar. O partido terá nome unificado, mas o escolhido será aquele que conseguir trazer mais apoios para o bloco.

Outro bloco que se formou e pode desequilibrar a disputa reúne as bancadas do PSDB e do Podemos no Senado, juntos tem 16 votos. O Cidadania, que tem 3 votos, decidirá a quem dará apoio até o fim da semana. O grupo ainda negocia com o PSL, que tem 2, mas este só deve aderir ao bloco perto do pleito, em fevereiro. Assim, teriam 21 votos.

O Cidadania fez parte de uma reunião antes do Natal dos partidos de oposição para agirem como bloco durante a eleição. Não chegaram a nenhum consenso.

Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *