Ministério Público Eleitoral investiga carreata irregular que teria sido realizada em favor da candidata Kevia, em Pombal

O Ministério Público Eleitoral da 31ª Zona, referente ao município de Pombal, no Sertão paraibano, instaurou um Procedimento Preparatório Eleitoral (PPE) para investigar a realização de uma carreata na cidade no último dia 29 de setembro. A portaria foi publicada no diário eletrônico do MPF desta sexta-feira (16).

A carreata teria sido realizada no turno da noite, pela coligação ”Para Pombal crescer de novo”, cuja candidata a prefeita é Ramaiana Kevia Dantas Werton, conhecida apenas como Kevia (PL).
Em nota divulgada nas redes sociais, a candidata afirma que o que ocorreu nesta noite foi um ”adesivaço”, realizado de acordo com o que orienta a justiça eleitoral e com todos os cuidados de proteção individual para evitar a disseminação da covid-19.

”Da mesma forma, informamos que tomamos conhecimento de uma carreata espontânea realizada na cidade, sem nossa autorização, incentivo ou mesmo ajuda de qualquer natureza. Informamos que o evento não tem qualquer associação com a coligação, tendo sido realizado espontaneamente pelo povo pombalense. A coligação e os candidatos que dela fazem parte reiteram todo o respeito às medidas de combate à Covid-19 e o incentivo às normas estabelecidas por nossa zona eleitoral”, diz a nota da candidata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *