Ministério Público investiga desobediência à quarentena durante festa em São Bento com presença de presidente da Câmara

O promotor Osvaldo Lopes Barbosa determinou a instauração de Procedimento Investigatório Criminal para averiguar a realização de uma festa no município de São Bento, na Paraíba, durante a pandemia do novo coronavírus. O ‘forró’ teve a presença do presidente da Câmara Municipal de São Bento, Alexciandro Dantas, e de outras pessoas que estavam sem máscaras e se aglomerando no Sítio Jenipapo dos Lúcios, na Zona Rural. O evento ocorreu no sábado (16).

O promotor do Ministério Público da Paraíba determinou a notificação de Ana Paula Assis Maia Carneiro, apontada como representante legal do local da confraternização. E também ordenou a identificação com nome e endereço dos participantes da festa.

Os envolvidos deverão se apresentar em audiência após o fim da quarentena contra a Covid-19. E devem apresentar defesa escrita e prestar depoimento.

O prazo é de 90 dias de conclusão do Procedimento Investigatório Criminal. O promotor declarou que “após a feitura das diligências acima elencadas ou escoado o prazo de 20 (vinte) dias úteis, venham-me os autos conclusos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *