NEGADO: Justiça rejeita agravo de Ricardo Coutinho que solicitava autorização para trabalhar em Brasília

O desembargador Ricardo Vital de Almeida rejeitou o agravo interno protocolado pelo ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) contra cautelar imposta pela corte que o impede de se ausentar da comarca de João Pessoa. Ricardo queria autorização para viajar semanalmente a Brasília, para voltar a trabalhar presencialmente na Fundação João Mangabeira, mantida pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Na publicação desta sexta-feira (17) do Diário da Justiça, o desembargador Ricardo Vital diz que caberá ao ex-governador buscar o recurso vertical para o pedido relacionado à proibição de deixar a comarca sem autorização judicial.

Ricardo foi preso na sétima fase da Operação Calvário, batizada de Juízo Final e conseguiu um habeas corpus para deixar a prisão dois dias depois. Atualmente ele cumpre prisão domiciliar monitorada pelo uso de tornozeleira eletrônica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *