NOVO DECRETO: Começa nesta segunda medidas restritivas com o fechamento de acesso às praças e feiras livres de João Pessoa

Após anúncio de um novo decreto feito pelo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, realizado no último sábado (9), que estabelece novas medidas restritivas com objetivo de aprimorar, fortalecer e tornar mais eficientes as ações de combate ao novo coronavírus, o acesso às praças públicas será interrompido para qualquer atividade, seja comercial, recreativa ou para a prática de exercícios físicos a partir desta segunda-feira (11). O mesmo vale para qualquer reunião de caráter cultural ou esportiva em espaços públicos, que estarão sujeitas à fiscalização municipal. Feiras livres, incluindo aquelas situadas no entorno de mercados, e bancas de alimento nas ruas estão suspensas.

Na manhã de ontem (10), a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) visitou quatro feiras livres da Capital visando orientar os feirantes sobre o novo decreto que suspende as atividades. Oitizeiro, Grotão, Valentina e Mangabeira estão entre os locais com acesso fechado.

Uso de máscaras

Outra medida estabelecida foi de que os serviços essenciais, como supermercados, farmácias, postos de combustíveis e outros em funcionamento, só deverão permitir a entrada de clientes em suas dependências utilizando máscaras. Desde o último domingo (03), os estabelecimentos também são obrigados a oferecer o equipamento de proteção aos seus funcionários.

Delivery 

O serviço de delivery da capital também sofreu mudanças, onde os estabelecimentos comerciais devem disponibilizarem itens de proteção, álcool 70% e luvas para os entregadores.

As entregas deverão ser feitas na portaria de edifícios, sem haver a necessidade de ingressar nas residências ou na entrada do endereço final, evitando o uso de elevadores e escadas, com exceção de condomínios horizontais ou loteamento fechados. Serviços desempenhados por profissionais liberais como arquitetos, advogados, contadores, publicitários e corretores de seguro e de imóveis deverão adotar o regime de home-office.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *