POLÊMICA: Governo da Paraíba usa redes sociais e expõe valores de compra de máscaras abaixo dos praticados pela Anvisa e Comando do Exército

O governo da Paraíba usou as redes sociais, nesta quarta-feira (6), para combater mais uma fake news, dessa sobre a compra superfatura de mascaras N95 usadas por profissionais da Saúde no enfrentamento do novo coronavírus no Estado.

Segundo a publicação, “aproveitando-se de uma orientação do TCE [Tribunal de Contas do Estado], setores radicais de oposição” divulgaram a compra dessas mascaras pela Secretária de Saúde do Estado (SES) com um suposto “superfaturamento” com preço de R$ 54.

A SES esclareceu que a compra aconteceu em momento de escassez pela falta do produto no mercado. Porém, mesmo com um preço elevado pela demanda do mercado, se comparado a compras feitas pelo Governo Federal para a Anvisa e o Comando do Exercito no mesmo período, o preço chega a ser bem inferior, já que elas foram adquiridas pelo valor de R$ 87,50 e R$ 79 respectivamente.

Confira a publicação:

 

 

Confira a nota:

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Saúde do Estado (SES), presta os seguintes esclarecimentos à população sobre a compra de máscaras N95:

No período entre 1 e 4 de abril, houve quase que o esgotamento da máscara em toda a rede estadual. A SES realizou ação conjunta com o Ministério Público Estadual, Secretaria de Estado da Fazenda, Polícia Civil e Polícia Militar, com objetivo de requisição administrativa nas empresas fornecedoras de Equipamento de Proteção Individual nas cidades de João Pessoa e Campina Grande. Nenhuma delas dispunha de máscaras N95 em seus estoques.

Em 06 de abril, a compra foi efetivada, momento em que os estoques de máscara N95, essenciais para uso nas UTIs, estavam em momento crítico e em desabastecimento internacional. Foi feito o processo de aquisição de máscaras no quantitativo necessário para abastecer a Rede Hospitalar Estadual, realizando tomada de preço com sete empresas, porém apenas uma delas com capacidade de fornecimento imediato, com a qual foi firmado o contrato de fornecimento e o produto entregue em 7 de Abril.

Cabe destacar que outros órgãos do Governo Federal, como Anvisa e Comando do Exército, realizaram compra de máscaras N95 ao custo unitário de R$ 87,50 e R$79,00, respectivamente, entre 20 de fevereiro e 25 de março. Portanto, bem superior ao valor de R$54,99 adquirido pela Secretaria de Saúde do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *