Rede Municipal de Saúde recepciona novos residentes que estão atuando em hospitais da Capital

Aconteceu nesta quarta-feira (4), no Centro Administrativo Municipal, em Água Fria, o acolhimento aos novos residentes que irão atuar na rede municipal de saúde nos próximos anos. Sessenta e dois profissionais aprovados no Processo Seletivo de Residências Médica e Multiprofissional 2020 preencheram as vagas ofertadas.

Os novos residentes começaram as atividades na última segunda-feira (2), utilizando como cenários de treinamento o Complexo Hospitalar de Mangabeira Governador Tarcísio de Miranda Burity (Ortotrauma), o Hospital Municipal Santa Isabel, Hospital Municipal Valentina de Figueiredo, Instituto Cândida Vargas (ICV) e a Rede Básica de Atenção à Saúde do município com as Unidades de Saúde da Família.

 

“O SUS é um grande campo prático, denso, plural e diverso, que complementa, sem sombra de dúvidas, qualquer formação profissional em qualquer área, sobretudo nas áreas voltadas ao cuidado com a saúde. Portanto, hoje recebemos novos residentes, mas celebramos essa abertura para esse contato com os residentes e com as universidades. Além disso, também estamos incorporando na rede profissionais formados que querem atuar nesse grande campo de práticas. São jovens que se identificaram com a especialidade usando a prática encontrada na nossa rede municipal de saúde e que escolheram continuar o trabalho conosco, no SUS”, destaca o secretário de saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio.

Ao todo, 62 novos profissionais passam a integrar a rede municipal de saúde. Pela residência médica são 37 médicos distribuídos nas especialidades de: medicina de família e comunidade, clínica médica, ortopedia e traumatologia, neonatologia, cirurgia geral,  programa de pré-requisito em área de cirurgia básica, coloproctologia, anestesiologia, ginecologia e obstetrícia. Já a residência multiprofissional de Saúde da Família e Comunidade, são 25 profissionais nas áreas de enfermagem, farmácia, fisioterapia, nutrição, psicologia.

Um dos novos residentes é a psicóloga Jéssica Lima. “Eu conheci a saúde publica e coletiva na prática com meus estágios e fui me apaixonando por essa área e entendendo as lutas do SUS, foi quando eu decidi dar continuidade nesse trabalho e fazer minha residência em saúde da família e me aprofundar nessa área”, conta a R1 de psicologia.

Rede Escola

As residências médicas, assim como estágios, pesquisas e visitas técnicas na Rede Municipal de Saúde são coordenadas pela Gerência da Educação na Saúde da SMS, através do projeto Rede Escola. O projeto estabelece parcerias na construção e efetivação da aprendizagem pelo trabalho na rede de serviços, favorecendo a melhoria da qualidade e humanização do atendimento prestado à população.

Reconhecimento

No último ano, o Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família da SMS recebeu reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). A partir de então, os estudantes egressos do programa terão o reconhecimento do MEC no certificado de conclusão da residência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *