Ricardo Coutinho diz que decidiu ser candidato à PMJP de última hora porque candidatura do PT não passava de 1% nas pesquisas

O ex-governador e candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB, Ricardo Coutinho, justificou sua decisão, de última hora, para se lançar na disputa pela sucessão municipal ao baixo desempenho apresentado pela candidatura do PT, representada na pessoa do deputado estadual Anísio Maia (PT). A revelação foi feita ontem, terça-feira (22), durante entrevista à TV 247.

“A minha lógica era apoiar algum companheiro que pudesse unir e tivesse uma perspectiva de vitória, que pudesse derrotar essa expressão política e construir um polo que sirva ao Brasil em 2022. Na quarta feira, quando eu vi que a candidatura que o PT apresentava não saia de 1% , decidi ser candidato. A Gleisi me mandou uma mensagem: ‘procede que você será candidato?’, eu disse: ‘procede’, ela disse ‘segura, segura’”, falou o socialista.

Ainda de acordo com o governador, no atual cenário o bolsonarismo poderia ganhar força e ele, como integrante do campo democrático não poderia deixar que isso acontecesse.

“O que me motivou a ser candidato foi o quadro político terrível. Candidaturas identificadas com o bolsonarismo, espalhadas em 3 ou 4 candidaturas onde propagavam violência e demagogia. Tentaram nos destruir, nos excluir na política com mentiras, acusações, sem nenhuma prova, e sem ter onde responder. Toda a mídia estava fechada tentando destruir algumas pessoas dentre as quais eu”, disse.

Ricardo ainda cobrou ‘maturidade’ do PT em meio ao imbróglio de apoio da legenda à sua postulação na capital: “É preciso ter essa maturidade, sem isso vamos afundar em 2020 e em 2022”.

 

Blog do Ninja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *