Secretário de Saúde da gestão de Cícero defende que vacinação contra a Covid-19 não deve ser obrigatória

O futuro secretário de Saúde de João Pessoa,  médico Bruno Rocha afirmou nesta quarta-feira (16) ser totalmente a favor de uma campanha de vacinação em massa contra a Covid-19, mas que não seja obrigatória.  “Seria muito violento pegar na mão de uma pessoa e obrigá-la a tomar a vacina”, disse o secretário durante entrevista ao programa Rede Verdade do Sistema Arapuan de Comunicação.  Bruno Rocha disse ainda ser a favor de qualquer tipo de vacina desde que esteja testada e aprovada.

Ainda durante a entrevista, Bruno Rocha voltou a defender que a população continue adotando  as medidas preventivas   e sanitárias como o uso do álcool em gel e da máscara, a  lavagem das mãos como também  adotar o distanciamento social e evitar aglomerações.  ‘“Essas medidas devem continuar mesmo depois da vacinação”, defendeu o médico.

“Esse vírus existe e mata, está mais do que comprovado e o que devemos aprender é a conviver com ele e isso só será possível a partir do momento e que tornamos rotina na nossa vida diária a prática constante de todas as medidas preventivas e sanitárias. O momento é usarmos o bom e senso e sermos mais responsáveis com nós mesmos  e com aqueles que estão ao nosso redor”, finalizou.

 

Paraíba.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *