Semana das Artes Marciais: todos unidos por uma só luta

Autor do projeto Lei n° 1071/18, que instituiu em João Pessoa a Semana de Artes Marciais entre os dias 21 e 27 de setembro, o vereador Carlão Pelo Bem (Patriotas) destaca a importância e os valores transmitidos através da prática de esportes de combate, como também o fato das lutas ajudarem a tirar os jovens dos caminhos das drogas e da violência. De acordo com o parlamentar, celebrar as artes marciais é celebrar o autoconhecimento, o equilíbrio, a razão, a amizade e a cumplicidade.

Carlão ainda informou que no próximo sábado (25) acontece a II Convenção Luta Pelo Bem, com todas as Artes Marciais unidas em uma só luta. Na ocasião, representantes, praticantes e apoiadores de todos os esportes de combate estarão reunidos no Parque Solon de Lucena (Parque da lagoa), na Capital paraibana, especificamente na Praça da Família, a partir das 8h, para lutar e buscar por mais políticas públicas, incentivos e valorização das artes marciais em todo o estado.

“A arte marcial é o único esporte que consegue passar dentro da sua atividade física, a filosofia, o respeito a princípios como lealdade, honradez, respeito com a palavra, confiança, fidelidade e autoconhecimento. Nós precisamos muito disso”, ressaltou Carlão que, além de praticar a modalidade, também tem em seu mandato na Câmara Municipal de João Pessoa um meio de lutar pelo reconhecimento do esporte como forma de construção social.

“Eu venho das artes marciais e tenho visitado diversos projetos sociais dentro das comunidades, vendo as dificuldades que cada atleta, cada criança pode passar. Tirar essa criança da vulnerabilidade, da zona de violência, da proximidade com o tráfico de drogas e com o vício, isso sim é importante. Então, celebrar as artes marciais é isso. Foi com essa intenção que criei o PL n° 1071/18 e tenho certeza que vai ajudar a mudar a vida de muita gente”, contou o vereador.

De acordo com o texto da lei, são consideradas artes marciais o Jiu-jitsu, Judô, Boxe, Caratê, Capoeira, Taekwondo, Muay Thay, Kong-Fu, entre outras modalidades existentes, e competirá aos organizadores, em cada edição do evento, elaborar o regulamento da Semana de Artes Marciais, que terá suas despesas com execução pagas por conta de verba orçamentária própria. O evento de cunho esportivo, educacional, social e cultural conta com competições, reuniões, exposições, demonstrações e apresentações voltadas para os iniciantes e profissionais com o objetivo de difundir o esporte.
“Esse evento vem justamente para fortalecer e lembrar ao ser humano que ele tem opções que não sejam as drogas, o mal e o desequilíbrio, por isso todo o meu empenho buscando recursos, pedindo à prefeitura, aos poderes públicos, aos deputados, que olhem para as artes marciais, olhem para os projetos sociais de maneira diferente. Essa semana das Artes Marciais vem trazer isso: a união de todas as artes em uma só luta, por respeito e mais políticas públicas para esse esporte tão querido e que merece reconhecimento pela cidade e pelo estado”, disse Carlão.
Para Cláudio Lira, presidente do Instituto Luta pelo Bem, – instituto criado para fortalecer as artes marciais e os projetos sociais que trabalham com crianças – existem na cidade de João Pessoa e em toda Paraíba dezenas de projetos sociais e centenas e centenas de crianças e famílias que são auxiliadas por eles, por isso é importante a contribuição dos poderes e de recursos para que se possa ajudar esses projetos e seus professores que muitas vezes se sacrificam tirando do próprio bolso para ajudar os alunos.
Recentemente, o instituto conquistou, através de uma articulação do vereador Carlão, uma emenda do deputado Pedro Cunha Lima no valor de R$ 300 mil. “Foi uma conquista muito importante. Estamos tirando essas crianças da situação de risco e de perigo, dando a elas oportunidade. Muitas vezes quando elas se destacam na luta elas ganham bolsas de estudo, elas adquirem mais equilíbrio mental, força para conquistar os desafios, elas aprendem a ganhar, a perder e a suportar as dificuldades da vida. O instituto é mais do que só promover as artes marciais, ele vem para tentar ajudar o ser humano a ser uma pessoa melhor”, explicou Cláudio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *