Suspeito da morte de Expedito Pereira trabalhou para sobrinho do ex-prefeito, diz advogado

Mais um suspeito pela morte do ex-prefeito de Bayeux Expedido Pereira, identificado apenas como ‘Jean’, se apresentou nesta terça-feira (15) à Polícia Civil. Ele ficou em silêncio durante o depoimento.

O advogado Daniel Alisson, que representa o investigado, disse que o suspeito ficou em silêncio pois a defesa não teve acesso aos autos do processo. Ele negou a participação de Jean no crime.

Segundo o advogado, o suspeito pediu a moto emprestada a um amigo a pedido de outra pessoa, também investigada como suspeito, mas não sabia do objetivo do uso do veículo.

Daniel disse ainda que é verdade que seu cliente trabalhou na campanha de Ricardo Pereira, sobrinho de Dr. Expedito, a vereador de Bayeux.

“Eram vários candidatos, ele trabalhava para o partido. Ele confirmou para mim que trabalhou com o Ricardo [Pereira] e conheceu o Leon [outro suspeito] na campanha”, disse à Arapuan fm.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *