Vereador pede impugnação de cinco chapas para concorrer sozinho à Prefeitura de Bayeux

O coronel Ardenildo Morais, vereador candidato à prefeitura de Bayeux, pediu a impugnação de todas as chapas concorrentes. Seis chapas se inscreveram para participar da eleição indireta para prefeito da cidade, a ser realizada na próxima quinta-feira (13), e Ardenildo Morais pediu a impugnação de cinco delas. Com isso, ele concorreria sozinho.

O argumento do vereador é que candidatos das outras chapas mudaram de partido há menos de seis meses. Os pedidos, porém, foram indeferidos, uma vez que as mudanças de partido foram realizadas dentro da janela partidária.

A chapa do presidente da Câmara, Inaldo Andrade, é a única que apresenta de fato um problema. A vereadora Lucília Freitas, que seria a candidata a vice-prefeita na chapa, não poderá participar da eleição. Um documento divulgado pela Câmara informa que a documentação da candidata estaria irregular, mas outros vereadores informaram que ela não conseguiu autorização do partido para formar a chapa com Inaldo.

Inaldo Andrade tem até esta terça-feira (11) para escolher outro vereador para a composição, mas ele informou ao ClickPB que ainda não tomou a decisão.

De acordo com o vice-presidente da Câmara, Uedson Luís Silva, há um pedido na justiça para barrar a eleição indireta, que foi feito por Inaldo Andrade. Nenhuma decisão chegou até a Câmara até o momento e portanto, o pleito segue mantido para a quinta-feira (13).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *