Vice-líder de Bolsonaro flagrado com dinheiro entre as nádegas é exonerado

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), vice-líder do Governo Bolsonaro flagrado pela Polícia Federal com R$ 30 mil em dinheiro vivo na cueca, foi exonerado do cargo a pedido. O parlamentar foi algo de uma operação nessa quarta-feira (14) contra desvios de recursos públicos.

Em nota, Rodrigues negou envolvimento com irregularidades. “A Polícia Federal cumpriu sua parte em fazer buscas em uma investigação na qual meu nome foi citado. No entanto, tive meu lar invadido por apenas ter feito meu trabalho como parlamentar, trazendo recursos para o combate à Covid-19 na saúde do estado”, disse o parlamentar.

Sobrinho de Bolsonaro, Leonardo Rodrigues de Jesus, conhecido como Léo Índio, é assessor parlamentar de Chico Rodrigues (DEM-RR) e recebe salário de R$ 22.943,73 por mês.

O DEM avalia suspender a filiação do parlamentar.

Segundo assessores, Bolsonaro pediu providências ao líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), para a saída do senador do grupo de vice-líderes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *